Resultados Esperados


Jovens formados em empreendedorismo socioambiental sustentável capazes de participar dos editais de pré-aceleração e aceleração existentes.

Aproximação de instituições de ensino e pesquisa em empreendedorismo socioambiental.

Criação de rede de jovens transformadores identificados e conectados via APP.

Criação de comunidades de empreendedores.

 

Números gerais (até outubro de 2019)


551 jovens Despertados

3 Municípios

74 ideias de negócios sustentáveis com foco em floresta e biodiversidade

61 Voluntários

21 instituições apoiadoras

Formarmos uma nova geração de Empreendedores socioambientais


Amazônia é superlativa em recursos naturais e é prestadora de serviços ambientais em escala planetária. Apesar dessa importância, a região convive com indicadores sociais sofríveis, conflitos sociais e uma economia ainda viciada em desmatamento e ilegalidade. Não há uma “bala de prata” para solucionar os problemas do subdesenvolvimento socioeconômico que assola boa parte da Amazônia. Porém, uma das estratégias mais promissoras é apoiar e fortalecer as bases para o desenvolvimento sustentável através da formação de uma nova geração de empreendedores socioambientais.

O Programa:

O Despertar é um programa de educação e formação de jovens empreendedores socioambientais para que possam contribuir para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. A metodologia das oficinas permite uma imersão nas dimensões social, econômica, ambiental e étnico-cultural da Amazônia a partir das cadeias produtivas da floresta, biodiversidade, agricultura sustentável e economia criativa. Essa metodologia, está baseada nos conceitos de vanguarda do “desenho de pensamento” (Design Thinking), CANVAS, jornada do herói (Joseph Campbell) e psicologia positiva.

O Que Queremos:

Formar empreendedores socioambientais oriundos de universidades e escolas técnicas de nível médio capazes de contribuir para o desenvolvimento sustentável na Amazônia. Assim, visa preencher a lacuna de formação empreendedora nas universidades e escolas técnicas de nível médio na região e contribuir para a formação multidisciplinar e intercultural desses jovens. Também busca estabelecer a inexistente conexão entre a sala de aula e a realidade da área rural da Amazônia. Reconhecemos que há uma necessidade urgente de buscar soluções para conservar e manejar os recursos naturais da região amazônica a partir de novas abordagens de negócios, além da necessidade de atrair jovens com compromisso socioambiental e sólida formação humanística e técnico-científica.

Como Fazemos

Há uma sequência (nem sempre linear) no empreendedorismo que parte do despertar e ideação para as fases de pré-aceleração, aceleração até a maturação do empreendimento. O Despertar representa as duas primeiras etapas do empreendedorismo socioambiental: o despertar e a ideação. Essas são as etapas de base do empreendedorismo.

Na Amazônia, quase todo o esforço existente para formar empreendedores ocorre somente a partir da aceleração e, em alguns casos, na pré-aceleração. Além disso, há pouca aproximação entre o empreendedorismo socioambiental (mais raro) e o empreendedorismo de negócio (mais comum) na região.

Oferecemos uma experiência única, composta por duas etapas:

Etapa 1 - Oficina de Formação Geral (10-15 horas). Uma jornada de imersão nas dimensões social, étnico-cultural e ambiental da Amazônia, novas economias e negócios sustentáveis do século 21. Encontro baseado em dinâmicas de grupo para conhecer os desafios e oportunidades de empreender na Amazônia. Uma compreensão maior sobre os impactos ambientais e sociais provocados por cadeias produtivas não sustentáveis na região contribuirá para a formação crítica dos futuros empreendedores.

Aplicamos técnicas para “destravar o cérebro” para enxergar as oportunidades de negócio que existem na Amazônia!

Etapa 2 - (20-40 horas). Oficina baseada em dinâmicas de grupo para vivenciar e perceber, no campo, os problemas reais das cadeias produtivas da Amazônia (cacau, açaí, turismo rural, sistemas agroflorestais, pesca artesanal/caranguejo, gastronomia, etc.). Os objetivos específicos do curso são desenvolver a percepção dos impactos ambientais e sociais dessas atividades; identificar suas lacunas e oportunidades; desenvolver a habilidade de design thinking; propor e validar ideias de negócios.

O Programa é adaptável e assume novas roupagens em cada município onde é implementado.

 

EDIÇÕES