Resultados Esperados


Aumentar os negócios sustentáveis na área rural (inovação, agregação de valor e baixo carbono).

Ampliar o empreendedorismo dos universitários em negócios rurais sustentáveis.

Desenvolver a cultura do empreendedorismo de oportunidade.

Aproximar governo, empresários e empreendedores.

Empreendedorismo, Sustentabilidade e Inovação


A Amazônia é superlativa em recursos naturais e tem atraído cada vez mais investimentos econômicos de larga escala. Contudo, os negócios sustentáveis na região são ainda incipientes, sobretudo nas áreas de floresta, biodiversidade, serviços ambientais e agropecuária sustentável.

O objetivo do Amazônia UP é pré-acelerar protótipos e ou ideias de negócios na área rural com foco em floresta e biodiversidade. O público alvo é formado por estudantes universitários e de escolas técnicas, além de recém-formados. Entre as cadeias produtivas prioritárias destacam-se açaí, cacau, cupuaçu, produtos florestais não madeireiros (frutos, óleos, resinas, fibras etc.), sistemas agroflorestais, gastronomia, pesca, turismo, agricultura sustentável e economia criativa.

O Programa Amazônia UP é realizado em três etapas:

Etapa 1. Divulgação e Seleção. Divulgação ampla do edital nas redes sociais e junto às instituições parceiras do programa. Seleção. A seleção é feita com base no alinhamento das propostas com as premissas do programa, tais como inovação, sustentabilidade, benefícios socioambientais, viabilidade econômica.

Etapa 2. Oficinas de pré-aceleração. Nesta fase, as ideias são transformadas em “Minimum Viable Products” (MVP) ou Modelos Mínimos de Negócios e Protótipos. Os empreendedores selecionados participam de oficinas e capacitações com mentores experientes em negócios rurais na Amazônia . Essas oficinas contam com profissionais de mais de 18 instituições parceiras entre universidades, empresas privadas, fundações, ONGs, Sebrae, entre outros.

Etapa 3. DemoDay. Os modelos de negócio são apresentados para um público composto por empresários, investidores, universidades, instituições de fomento ao empreendedorismo, tomadores de decisão da área pública, entre outros, os quais representam o ecossistema de negócios sustentáveis na Amazônia.

Amazônia Up 2018


Na segunda edição, realizada em parceria com a Natura, o Amazônia Up obteve mais de 130 inscritos e foram selecionadas 13 Startups para a fase de pré-aceleração. Essas startups apresentaram modelos de negócio em áreas como gastronomia, turismo, óleos naturais, açaí, mandioca, calçados, meliponicultura, entre outros.

Durante as oficinas, os empreendedores receberam mentoria com foco no Lean Canvas, bem como em oportunidades e desafios para o desenvolvimento de negócios rurais no contexto da Amazônia. No total foram 60 horas presenciais e pelo menos outras 40 horas de acompanhamento virtual na plataforma do programa (start.amazoniaup.com.br). Nessa plataforma, as startups têm acesso aos conteúdos apresentados nas oficinas, além de interface de diálogo direta com os executores do programa e mentores.

Os vencedores receberão suporte do Centro de Empreendedorismo da Amazônia e da Natura para estruturarem seus negócios no ecossistema empreendedor amazônico. O Centro pretende apoiar a criação de uma aceleradora de negócios sustentáveis para apoiar essas e outras startups no desenvolvimento dos seus modelos de negócio.

A primeira edição do Amazônia Up foi realizada em 2017. Foram selecionadas dez ideias de negócios sustentáveis: oito do Pará, uma do Amazonas e uma do Rio Grande do Sul. Nove das dez ideias chegaram até o DemoDay realizado em março de 2018, onde as 4 vencedoras foram anunciadas ao público.

Confira como foi a primeira edição!


DemoDay AmazôniaUP

Oficinas AmazôniaUP 2017